Gestão Internacional de Pessoas: Considerações a partir do Ajustamento Internacional de Expatriados na China e Espanha

Autores

  • Aletéia de Moura Carpes UFSM
  • Flavia Luciane Scherer
  • Carolina Lütz
  • Thiago Antonio Beuron
  • Diego Echevenguá Borges
  • Marindia Brachak dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.18568/1980-4865.7188-122

Palavras-chave:

Gestão Internacional de Pessoas. Ajustamento. Expatriados

Resumo

Para conhecer as expectativas dos clientes e explorar as vantagens de localização de determinado país, algumas empresas deslocam suas atividades e escritórios comerciais para outros países (TANURE, CYRINO e PENIDO, 2007). Ao executivo que passa a trabalhar em uma unidade estrangeira da empresa dá-se o nome de expatriado e ele desempenha um papel de grande importância para que a empresa atinja o resultado desejado no ambiente internacional. O ajustamento internacional do expatriado seria fator preponderante ao desenvolvimento das atividades internacionais da empresa e é definido por Ali (2003) como o grau de conforto do trabalhador no país hospedeiro. Percebendo a carência de pesquisas qualitativas que apresentem como ocorreu o ajustamento do indivíduo, verificou-se através dos relatos de dez expatriados na China e Espanha este processo, por meio modelo de Black, Mendenhall e Oddou (1991), que considera que o ajustamento inicia ainda antes da mudança de país. Dentre outras constatações, destaca-se a ausência de preparo pré-transferência vindo das equipes de Gestão de Pessoas e influência da diferença cultural no ajustamento dos indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aletéia de Moura Carpes, UFSM

Graduação em Administração- habilitação em Comércio Exterior Mestre em Administração pela UFSM Doutoranda em Administração UFSM

Downloads

Publicado

2012-07-24

Como Citar

Carpes, A. de M., Scherer, F. L., Lütz, C., Beuron, T. A., Borges, D. E., & dos Santos, M. B. (2012). Gestão Internacional de Pessoas: Considerações a partir do Ajustamento Internacional de Expatriados na China e Espanha. Internext, 7(1), 88–122. https://doi.org/10.18568/1980-4865.7188-122

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)