O PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS: ESTUDO COM FRANQUEADORAS

Autores

  • Daniela Motta Romeiro Khauaja Doutora em Administração pela FEA/USP
  • Geraldo Luciano Toledo Professor do Programa de Doutorado da FEA/USP

DOI:

https://doi.org/10.18568/1980-4865.6142-62

Palavras-chave:

Internacionalização de empresas, modos de entrada, franquia

Resumo

O objetivo do presente estudo é analisar o processo de internacionalização de empresas brasileiras, incluindo as motivações para a internacionalização, os modos de entrada selecionados e as dificuldades encontradas nesse processo. O tema escolhido justifica-se pela importância da gestão internacional para empresas brasileiras no momento em que o país se encontra. Na revisão da literatura são discutidos estudos que tratam do processo de entrada em mercados externos, e mais especificamente da internacionalização de empresas brasileiras. Realizou-se pesquisa empírica, exploratória e qualitativa. Para a coleta de dados, foi utilizada a entrevista em profundidade, a qual tinha por base um roteiro. Como procedimento analítico, adotou-se a análise de conteúdo. Participaram da pesquisa dez empresas que têm sede no Brasil, adotaram o sistema de franquias no país e se internacionalizaram. Fazem parte da Associação Brasileira de Franchising (ABF), que apoiou a pesquisa. O setor de franquias foi escolhido porque o Brasil é um dos países mais avançados do mundo em franquias e esse sistema é reconhecido como importante impulsionador do processo de globalização. Foram entrevistados o dono da empresa ou o executivo da área de marketing e/ou o responsável pela área internacional. Os resultados da pesquisa empírica evidenciam que, apesar de entrantes tardias, as empresas analisadas não pareceram atrasadas em termos de capacitação gerencial e demonstram possuírem competências tecnológicas. É fato, contudo, que elas demoraram a se internacionalizar por possuírem ainda um vasto mercado interno para conquistar. Adotar uma visão global é muito importante, mesmo que se prefira uma abordagem gradual de internacionalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Motta Romeiro Khauaja, Doutora em Administração pela FEA/USP

Doutora e Mestre em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo. MBA pela Western International University de Londres. Graduada em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda e Jornalismo) pela PUC do Rio de Janeiro. Já atuou nas maiores agências de propaganda do país e em empresas como Brahma, Unilever, Ceras Johnson e Boehringer-Ingelheim como gerente de produtos e gerente de marketing. Atualmente, é consultora,coordenadora e professora de marketing e branding em cursos de pós-graduação e pesquisadora nas áreas de construção, gestão e internacionalização de marcas. Tem participação em livros e diversos artigos publicados nas áreas de marketing, branding e estratégia, além de experiência internacional como estudante e profissional em países da Europa e da América do Norte

Geraldo Luciano Toledo, Professor do Programa de Doutorado da FEA/USP

Possui graduação em Administração pela Universidade de São Paulo (1967), e doutorado em Administração pela Universidade de São Paulo (1973). Atualmente é professor titular do Departamento de Administração da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Marketing, e desenvolve pesquisas nos seguintes temas: marketing estrategico, segmentação de mercado, posicionamento, gestão estratégica de marketing, comportamento do consumidor, gestão de marcas, marketing de serviços e marketing empresarial.

Downloads

Publicado

2012-01-30

Como Citar

Motta Romeiro Khauaja, D., & Toledo, G. L. (2012). O PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS: ESTUDO COM FRANQUEADORAS. Internext, 6(1), 42–62. https://doi.org/10.18568/1980-4865.6142-62

Edição

Seção

Artigos