Processo de mudança da cultura organizacional na construção de uma empresa co-criativa: Um estudo de caso na multinacional GE Healthcare

Bianca Zapparoli Barbara, Alexandre Las Casas

Resumo


O artigo busca identificar os métodos que podem ser utilizados para a mudança cultural na adoção de procedimentos cocriativos, bem como obstáculos enfrentados nesse processo. O estudo analisa a multinacional GE Healthcare que atribui à cocriação de valor a estratégia global nomeada Healthymagination. Como embasamento teórico foi utilizada a estrutura conceitual para a cocriação de valor, e os princípios para cocriar de Prahalad e Ramaswamy (2004). O método utilizado foi o estudo de caso, valendo-se das técnicas de observação e entrevistas semiestruturadas abertas. Os resultados obtidos indicam que a estrutura de poder descentralizado e uma cultura aberta a mudanças facilitou a utilização de diversos mecanismos. O obstáculo encontrado pela organização está em permitir um fluxo colaborativo e aplicar essa nova mentalidade entre a administração e todos cocriadores dentro da empresa.


Palavras-chave


Empresa co-criativa; Mudança na cultura organizacional; Setor da saúde

Referências


AGÊNCIA BRASIL. Disponível em . Acesso em: 15 de mai. de 2013.

BARBARA, B. Z. Processo de mudança da cultura organizacional para a adoção de procedimentos cocriativos: um estudo de caso na multinacional GE Healthcare, 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2013.

BRASIL, V. S.; SANTOS, C. R. Envolvimento do consumidor em processos de desenvolvimento de produtos: em estudo qualitativo junto a empresas de bens de consumo. RAE-Revista de Administração de empresas, v. 50, n.3, p. 300-311, Jul./Set. 2010.

____; SANTOS, C. R.; DIETRICH, J. F. Cocriação de Valor: Proposição de uma Estrutura de Análise dos Elementos Influenciadores da Criação Compartilhada de Valor nas Empresas. In: IV Encontro de Marketing da Anpad, 2010, Florianópolis.

CAMARINHA, D.; COSTA, B. K.; VIEIRA, S. F. A. Relação entre stakeholders no Processo de Cocriação de valor: um estudo de casos Múltiplos no setor da Saúde. In: XXXV Encontro da Anpad, 2011, Rio de Janeiro.

DEAL, T. E.; KENNEDY, A. A. Corporate cultures: the rites and rituals of corporate life. Massachusetts: Addison-Wesley Publishing Company, 1991.

DONNELY, R.The Interrelationship of Planning With Corporate Culture on Creation of Shared Values. Managerial Planning. v. 32, Mai./Jun. 1984.

FLEURY, M. T. L. Cultura e poder nas organizações. São Paulo: Atlas, 1996.

____; Organizational Culture and the Renewal of Competences. BAR. v.6, n.1, p. 1-14, Jan/Mar 2009.

GE Imprensa. Disponível em: . Acesso em: 15 mai. 2013.

GRONROOS, C. From marketing mix to relationship marketing: toward a paradigm shift in marketing. Management Decision. v. 32, n.2, p. 4-20, 1994.

____; Service logic revisited: who creates value? And who co-creates? European Business Review. v. 20, n. 4, p. 298-314, 2008.

HEALTHYMAGINATION. Disponível em: . Acesso em: 15 mai. 2013

KOTLER, P. Administração de Marketing: análise, planejamento, implementação e controle. São Paulo: Atlas, 1998.

____; KARTAJAYA, H.; SETIAWAN, I. Marketing 3.0: as forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano. Rio de Janeiro: Campus, 2010.

KOTTER, J. P. Liderando mudança. Rio de Janeiro: Campus, 2005.

KUMAR, V.; RANGAN, V. K. Healthymagination at GE Healthcare Systems. Harvard Business School Case, p. 512 – 539, January 2012.

LAS CASAS, A. L. Qualidade total em serviços: conceitos, exercícios, casos práticos. São Paulo: Atlas, 2004.

NAMBISAN, S. Designing virtual customer environments for new product development, Academy of Management Review. v. 27, n. 3, p. 392-413, 2002.

PAYNE, A., STORBACKA, K.; FROW, P.; KNOX, S. Cocreating Brands: Diagnosing and Designing the Relationship Experience. Journal of Business Research. v.62, n.3, p.379-389, 2009.

____; HOLT, S. Diagnosing Customer Value: Integrating the Value Process and Relationship Marketing. British Journal of Management. v.12, n.2, p.159-182, 2001.

____; STORBACKA, K.; FROW, P. Managing the Cocreation of Value. Journal of the Academy of Marketing Science. v.36, n.1, p.83-96, 2008. DOI 10.1007/s11747-007-0070-0.

PETTIGREW, A. M. On Studying Organizational Cultures. Administrative Science Quarterly. v. 24, n. 4, p. 570-581, 1979.

PRAHALAD, C. K., Cocreation Experiences: The Next Practice in Value Creation. Journal of Interactive Marketing. v.18, n.3, p.5-14, 2004. DOI: 10.1002/dir.20015.

____; RAMASWAMY, V. The New Frontier of Experience Innovation. MIT Sloan Management Review. v. 44, n. 4, p.12-18, 2003.

____; HAMEL, G. Competindo pelo futuro: estratégias inovadoras para obter o controle do seu setor e criar o mercados de amanhã. Rio de Janeiro: Campus, 1995.

PROKESH, Steven. How GE teaches teams to Lead Change. Harvard Business Review, p. 1 – 10, January 2009.

RAMASWAMY, V. Guia de sobrevivência da cultura corporativa. Rio de Janeiro: José Olympio, 2007.

____; GOUILLART, F. A empresa cocriativa. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

____; GOUILLART, F. Building the Cocreative Enterprise. Harvard Business Review, October, p.100-109, 2010.

SCHEIN, E. H. Organizational culture and leadership. San Francisco: Jossey-Bass, 2004.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.10170-83

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Internext

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório: