O processo decisório para internacionalização em redes de franquias brasileiras: um estudo de caso múltiplo

Nadia Wacila Hanania Vianna, Pedro Lucas de Resende Melo, Arnaldo Luiz Ryngelblum

Resumo


Há atualmente 92 redes de franquias brasileiras com algum tipo de operação no exterior fazendo-se presente em 41 países. Esta pesquisa teve como propósito compreender como ocorreu o processo decisório referente à internacionalização de duas redes de franquias brasileiras internacionalizadas. Pretendeu-se conhecer a motivação para a internacionalização, os métodos utilizados na tomada de decisão, as dificuldades encontradas na implementação dessa decisão, e as características do processo de internacionalização. Os resultados revelaram a adoção de dois processos decisórios distintos, sendo um deles induzido por interessado em obter uma franquia internacional e outro proativo do franqueador. Os modos de entrada escolhidos por estas redes foram distintos: estabelecimento de unidade própria e de unidade franqueada; essas escolhas redundaram, posteriormente, nas dificuldades encontradas para a implementação da estratégia de internacionalização. Essas dificuldades relacionaram-se principalmente à mão de obra; à distância geográfica; às implicações na logística; ao gerenciamento da unidade; e à obtenção de matéria prima.


Palavras-chave


Redes de Franquias, Internacionalização, Tomada de Decisão.

Referências


AGUIAR, H. S.; CONSONI, F.; BERNARDES, R.C. Franquias Brasileiras: estudo sobre motivações e estratégias da internacionalização conduzida. In: VI Encontro de Estudos em Estratégia. Anais... Bento Gonçalves, RS. 2013. Disponível em: Acesso em: 5 ago. 2013.

ALON, I.; MCKEE, D. Toward a macro environmental model of international franchising, Multinational Business Review, v. 7, n. 1, p. 76-82, 1999.

AMIT, R.; SCHOEMAKER, P. Strategic Assets and Organizational Rent. Strategic Management Journal, v. 14, p. 22-46, 1993.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRANCHISING - ABF. Evolução do setor 2002-2012. Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2013.

BARNEY, J. Firm Resources and Sustained Competitive Advantage. Journal of Management, v. 17, p. 99-120, 1991.

BAZERMAN, M. H. Processo Decisório. 5 ed. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

BORINI, F.M.; ROCHA, T.V.; SPERS, E.E. Desafios para a internacionalização das franquias brasileiras: um survey com franquias internacionalizadas. In: MELO, P.L.R.; ANDREASSI, T. (Orgs.). Franquias Brasileiras: estratégia, empreendedorismo, inovação e internacionalização. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

BORINI, F., SOUZA, M., BISKAMP, S., COELHO, F. e SADZINSKI, A. A influência dos traços da cultura brasileira no processo de internacionalização das franquias nacionais. Gestão Contemporânea, Porto Alegre, ano 10, n. 13, p. 313-338, jan./jun. 2013

BRADFIELD, R. et al. The origins and evolution of scenario techniques in long range business planning. Futures. v. 37, p. 795-812, 2005. Disponível em: < http://ac.els-cdn.com/S0016328705000042/1-s2.0-S0016328705000042-main.pdf?_tid=9b56b358-09b9-11e3-988e-00000aab0f6c&acdnat=1377018033_cdd3f3388aea0f8c44caffe33e6747cf > Acesso em: 8 ago. 2010.

BRAUERS, J.; WEBER, M. A new method of scenario analysis for strategic planning. Journal of Forecasting. vol. 7, p. 31-47, 1988.

BUCHANAN, L.; O’CONNELL , A. A brief history of decision making. Harvard Business Review, january, 2006.

CAVES, R.; MURPHY, W. Franchising: Firms, markets and Intangible Assets. Southern Economic Journal, v. 42, p. 572-596, 1976.

CHERMACK, T. J. Mental models in decision making and implications for human resource development. Advances in Developing Human Resources, v. 1, 2003.

CHOO, C. W. Social use of information in organizational groups (chapter 8). Information management: setting the scene. Oxford: Elsevier, 2007.

DUNNING, J. Toward an Eclectic Theory of International Production: Some Empirical Tests. Journal of International Business Studies, v. 11, n. 1, p. 9-31, 1980.

EISENHARDT, K. M. Building Theories From Case Study Research. The Academy of Management Review, v.14, n. 4, p. 532-550, 1989.

FERNÁNDEZ-ORTIZ, R.; LOMBARDO G.F. Influence of the capacities of top management on the internationalization of SMEs. Entrepreneurship & Regional Development, v. 21, n. 2, 2009. Disponível em: Acesso em: 8 ago. 2010.

FLORIANI, D. E. O grau de internacionalização, as competências e o desempenho da PME brasileira. 2010. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: Acesso em: 8 ago. 2012.

FUSFELD, A. R.; FOSTER, R. N. The Delphi technique: Survey and comment: Essentials for corporate use. Business Horizons, v. 14, n. 3, p. 63-74, 1971.

GILLIS, W. Resource-Brased and Relational Antecedents of Firms’ Propensity to Franchise and their Effects on Firm Performance. Tallahassee, FL. Doctor of Philosophy – The Florida State University (College of Business), 2007.

GODET, M. Manual de prospectiva estratégica. Da antecipação à ação. Lisboa: D. Quixote, 1993.

GORDON, T.J. Cross Impact Method. Publication of United Nations Development Program’s African Futures Project in collaboration with the United Nations University’s Millennium Project Feasibility Study-Phase II, 1994. Disponível em:< http://www.agri-peri.ir/AKHBAR/cd1/FORESIGHT%20METHODOLOGY%20%26%20FORECASTING/FORESIGHT%20METHODOLOGY/related%20articles/books/Future%20Research%20Methodology/10-cross.pdf> Acesso em: 7 mai 2007.

HADJIMARCOU, J.; BARNES, J. Case study: strategic alliances in international franchising: the entry of Silver Streak restaurant corporation into México, Journal of Consumer Marketing, v. 15, n. 6, p. 598-607, 1998

HAMMOND, J.S.; KEENEY, R.L.; RAIFFA, H. Decisões inteligentes. Rio de janeiro, Campus, 1999.

HILAL, A.; HEMAIS, C. A. O processo de internacionalização na ótica da Escola Nórdica: evidências empíricas em empresas brasileiras. Revista de Administração Contemporânea (RAC), v.7, n.1, jan/mar, 2003. Disponível em: Acesso em: 10 mar. 2008.

HONTON, E.J.; HUSS, W. R. Alternative methods for developing business scenarios. Technological Forecasting and Social Change, v.31, p. 219 -238, 1987.

HUTCHINSON, K.; QUINN, B.; ALEXANDER, N. The role of management characteristics in the internationalization of SMEs –Evidence from the UK retail sector. Journal of Small Business and Enterprise Development, v.13, n.4, 2006.

JOHANSON, J.; VAHLNE, J-E. The Uppsala internationalization process model revisited: From liability of foreignness to liability of outsidership. Journal of International Business Studies, v. 40, p.1411 – 1431, 2009. Disponível em: . Acesso em: 30 mai 2010.

________ The Mechanism of Internationalisation. International Marketing Review, v. 7, n. 4 , 1990.

_________ The internationalization process of the firm – a model of knowledge development and increasing foreign market commitments. Journal of International Business Studies, v. 8, p. 23-32, 1977. Disponível em: Acesso em: set 2006.

KHAUAJA, D. M. R. Gestão de marcas na estratégia de internacionalização de empresas: estudo com franqueadoras brasileiras. 2009. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em: 8 ago. 2012.

KAUFMANN, P.; EROGLU, S. Standartization and Adaptation in Business Format Franchising. Journal of Business Venturing, v. 14, p. 69-85, 1998.

LAFONTAINE, F.; SHAW, K. Target Managerial Control: Evidence from Franchising. The Rand Journal of Economics, v. 36, p. 131-150, 2005.

MARIZ-PÉREZ, R.; GARCÍA-ÁLVAREZ, T. The internationalization strategy of spanish indigenous franchised chains: A resource-based view, Journal of Small Business Management, v. 47, n.4, p. 514-530, 2009.

MARQUES, D. S. P. Internacionalização de franquias: um mapeamento sobre a presença de redes brasileiras no exterior. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração de Organizações) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2007

MARQUES, D. S. P.; MERLO, E. M.; NAGANO, M. S. Uma análise sobre internacionalização de franquias brasileiras. REAd: revista eletrônica de administração. Porto Alegre. Edição 62, v. 15, n. 1, 2009. documento eletrônico (2009).

MELO, P.L.R.; ANDREASSI, T.; OLIVEIRA JR, M.M. Resources and competences for franchising innovation. Espacios, v. 30, n. 3, p. 35-37, 2009

MELO, P. L. R.; ANDREASSI, T. Publicação científica nacional e internacional sobre franchising: levantamento e análise do período 1998-2007. Revista de Administração Contemporânea (RAC). v. 14, n. 2, p. 268-288, 2010.

MELO, P.L.R.; ANDREASSI, T.; OLIVEIRA JR, M.M. Fusão e internacionalização de franquias no segmento de alimentação: o caso TrendFoods e China in Box. In: MELO, P.L.R.; ANDREASSI, T. Franquias brasileiras: estratégia, empreendedorismo, inovação e internacionalização. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

MELO, P. L. R.; PARENTE, R. C.; OLIVEIRA JR., M. M.; BORINI, F. M. Internationalization of Franchises in Emerging Markets In: 38th EIBA – European International Business Academy, 2012, Brighton (ENG).

MELO, P. L. R.; BORINI, F. M.; OLIVEIRA JR., M. M.; PARENTE, R. C. Internationalization Market of Brazilian Franchises In: Academy of International Business Latin America, 2013, Puebla (MEX).

MENDELSOHN, M. A essência do franchising. São Paulo: Difusão de educação e cultura, 1994.

MORAES, W.F.A.; OLIVEIRA, B.R.B.; KOVACS, E.P. Teorias de Internacionalização e aplicação em países emergentes: uma análise crítica. INTERNEXT - Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 203-220, jul./dez. 2006. Disponível em: Acesso em: 14 mar. 2011.

PETERSEN, B.; WELCH, L. International retailing operations: downstream entry and expansion via franchising. Working Paper Series, Copenhagen Business School, n. 5, p. 1-23, 1999.

QUINN, B. Towards a framework for the study of franchising as an operating mode for international retail companies. The internacional Review of Retail, Distribuition and Consumer Research, v. 8, n. 4, p. 445-467, 1998.

QUINN, B.; DOHERTY, A. Power and control in international retail franchising: evidence from theory and practice, International Marketing Review, v. 17, n. 4, p. 354-372, 2000.

RIBEIRO, F.; MELO, P. O processo de internacionalização da rede de franquias “O Boticário” no mercado norte-americano. Facef Pesquisa, v. 10, n. 3, p. 299-308, 2007.

ROCHA, A.; ALMEIDA, V. Estratégias de entrada e de operações em mercados internacionais. In: TANURE, B. ; DUARTE, R. G. (Org.), Gestão Internacional. São Paulo: Saraiva, 2006.

ROCHA, T.V., BORINI, F.M., SPERS, E.E., KHAUAJA, D. e CAMARG, A. Aspectos mercadológicos e estratégicos da internacionalização das franquias brasileiras. São Paulo: ESPM, 2012.

RUSSO, J. E.; SCHOEMAKER, P.J.H. Tomada de decisões. Armadilhas. São Paulo: Saraiva, 1993.

SANGHAVI, N. Internationalization of retail/servisse business strategic oportunities and challenges. International Conference on Global Business and Economic Development. Bangkok, n.7, 2003.

SILVA, C.; MENDES, D.; GOMES, J. O controle gerencial na internacionalização de franquias: o caso de uma empresa brasileira. Congresso de Contabilidade, Porto, n.4, 2002.

SORENSON, O.; SORENSEN, J. Finding the Right Mix: Franchising, Organizational Learning, and Chain Performance. Strategic Management Journal, Hoboken, v. 22, n. 1, p. 713-724, 2001.

TONETTO, L.M.; KALIL, L. L.; MELO, W. V.; SCHINEIDER, D. G.; STEIN, L. M. O papel das heurísticas no julgamento e na tomada de decisão sob incerteza. Estudos de Psicologia, PUCCAMP, v. 23, n. 2, p. 181-189, 2006.

TVERSKY, A.; KAHNEMAN, D. Judgment under uncertainty: heuristics and biases. Science, v. 185, n. 4157, p. 1124-1131, 1974.

VIANNA, N.W.H. O planejamento estratégico e o contexto internacional. In: FIGUEIREDO, J.O. Administração no contexto internacional, São Paulo: Saraiva, 2007.

WELSC, H.; ALON, I. Global franchising in emerging and transitioning economies. International Council for Small Business World Conference, v. 47, San Juan, 2002.

WINDSPERGER, J.; DANT, R. Contractibility and ownership redirection in franchising: a property right view. Journal of Retailing, v. 82, n. 3, p. 259-272, 2006.

WYNNE, B. Uncertainty and environmental learning: reconceiving science and policy in the preventive paradigma. Global Enviromental Change, v. 2, n. 2, p. 111-127, 1992.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Ed. 4. Porto Alegre: Bookman, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.91101-118

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Internext

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório: