Centrais de negócios: como enfrentar as redes internacionais de supermercados

José Alberto Yemal

Resumo


Diante de uma nova realidade de negócios, pode-se observar que as alianças estratégicas estão cada vez mais presentes nas redes de negócios, ao mesmo tempo em que demandam por maiores análises e ponderações. Atualmente, no setor varejista, o objetivo é a permanência no mercado de pequenos e médios supermercados principalmente com a entrada de grandes grupos varejistas internacionais e com as fusões e aquisições das grandes redes de supermercados nacionais, pequenos supermercadistas têm unido esforços para formar alianças através das chamadas “centrais de negócios”. A estratégia é criar escala, evitar intermediários e comprar produtos básicos e de alto giro diretamente da indústria. O foco principal deste artigo é descrever a formação de alianças estratégicas no setor supermercadista através das centrais de negócios, analisando a entrada de um supermercado a uma central de negócios.

Palavras-chave


Centrais de Negócios; Redes de Empresa; Alianças. Supermercados; Central of Businesses; Nets of Company; Alliances; Supermarkets

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.3153-71

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Internext

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório: