Estudo econométrico dos efeitos da migração para OIGC: índice de ações com governança corporativa diferenciada da Bovespa

George Albin R. de Andrade

Resumo


Em 2001, a Bovespa criou o índice IGC (Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada), um segmento composto por ações de empresas que aplicam em suas gestões princípios de governança corporativa. A migração de empresas do Ibovespa, tradicional índice da Bovespa, para o IGC, deu-se de forma voluntária com a assinatura de um contrato formal entre os representantes das empresas e a Bovespa. Por ser a migração voluntária, espera-se que uma maior exposição das ações nesse novo segmento reflita em um maior retorno aos acionistas. Através de um estudo econométrico utilizando-se informações provenientes de cotações diárias, do Balanço Patrimonial Consolidado e do Demonstrativo de Resultados do Exercício dessas empresas espera-se encontrar efeitos positivos nessa migração para os acionistas e para o mercado acionário devido a redução do conflito de agência entre agente-principal.

Palavras-chave


Governança Corporativa; Novo Mercado; Teoria da Agência; Corporate Governance; New Market; Agency Theory

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.3139-53

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Internext

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório: