Teorias de internacionalização e aplicação em países emergentes: uma análise crítica

Walter F. de Moraes, Brigitte Renata Bezerra de Oliveira, Érica Piros Kovacs

Resumo


Neste artigo são apresentadas e discutidas sete teorias de internacionalização, a saber: o Modelo do Ciclo de Vida do Produto, Uppsala - Escola Nórdica de Negócios Internacionais, Relacionado à Inovação, Escolha Adaptativa, Paradigma Eclético de Internalização (OLI), Modelo de internacionalização Baseado em Recursos (RBV) e o Modelo Diamante. O objetivo é analisar criticamente estas teorias, propondo uma união entre alguns de seus conceitos-chave para um melhor entendimento do processo de internacionalização incluindo a contexto dos países emergentes. Ademais, questiona-se a aplicação destes modelos, elaborados em países desenvolvidos, em países emergentes sem uma análise crítica, buscando-se a convergência sem a percepção dos diferentes contextos e timing de internacionalização, já que o protecionismo instaurado tornou tardia a entrada destes países no mercado internacional.

Palavras-chave


Internacionalização; Modelos; Países Emergentes; Internationalisation; Models; Emergent Countries

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.11221-242

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 .



INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório:


Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia