Apresentação Editorial

Ilan Avrichir

Resumo


Prezados leitores,

É com grande satisfação e senso de responsabilidade que entrego á nossa comunidade o terceiro número do volume 11 da Internext, o primeiro no qual exerci o papel de editor-chefe. Em outubro passado, o Colegiado Geral do Curso do Programa de Mestrado e Doutorado em Gestão Internacional (PMDGI), dando continuidade à política de rodízio, me atribui a função.

A satisfação e senso de responsabilidade são  aumentadas pelo fato de que, recentemente,  a Anpad divulgou uma nova classificação Spell das revistas acadêmicas nacionais em função dos seus fatores de impacto e, nessa classificação,  a Internext   ficou no primeiro quartil das 97 revistas classificadas. No critério de citações por documento,  a Internext ficou em 4o lugar entre todas as revistas!

Evidentemente, o mérito pelo impacto da  Intenext, evidenciado pela classificação Spell não é do editor que acabou de assumir a função, mas dos que me antecederam nela: Felipe Borini e Eduardo Spers.  Aos dois,  e ao resto da equipe principalmente aos incansáveis Dennys Rosseto e Jackeline Ferreira, meu reconhecimento pela dedicação e competência e o compromisso de fazer tudo que estiver ao meu alcance para manter e evoluir a qualidade do trabalho que fizeram.

Nesse número, como nos anteriores,  a Internext traz seis artigos que se constituem em adições importantes ao acervo de conhecimentos sobre internacionalização de negócios de países emergentes.

Num contexto de intensa discussão das  implicações de medidas protecionistas para as industrias nacionais, Yolanda Carbajal-Suárez, María Esther Morales-Fajardo realizam uma oportuna análise do desenvolvimento do setor automotivo de Brasil e México, com ênfase no impacto dos acordos comerciais negociados entre os dois países sobre as exportações e competitividade desses setores.  setores. Uma das provocadoras conclusões a que chegam em “El sector automotriz en México y Brasil. un análisis desde la perspectiva comercial” é que com o estabelecimento de cotas de exportação, os dois países tiveram perdas

Em “A utilização da inteligência competitiva na seleção de mercados para exportação – uma análise comparativa de quatro métodos”, Moema Pereira Nunes e  Laura de Souza Lequain se dirigem a um dos maiores desafios das  empresa que almejam exportar seus produtos: Como escolher o mercado importador. Através de análise  rigorosa das características  de  quatro métodos, chegam a conclusão de que todos eles são de difícil aplicação para pequenas e médias empresas. Embora podendo frustrar o leitor que buscar um método para resolver o problema da seleção de mercados por PMEs, o artigo tem o enorme mérito de chamar a atenção para a necessidade e premência  de se trabalhar nesse sentido. Isso sem falar de que serve como uma introdução avançada ao conhecimento dos métodos de análise de mercados importadores.

Em “Influências da experiência internacional e da diversificação de negócios no grau de internacionalização das multinacionais brasileiras”  Ivano Ribeiro, Fernando Antonio Ribeiro Serra,  e Geysler Rogis Flor Bertolini analisam os impactos de duas dimensões - o tempo de experiência internacional e a diversificação de negócios - no grau de internacionalização de multinacionais brasileiras. Através de análise de regressão,  encontram indicações de que  que a diversificação de negócios da empresa está positivamente relacionada com o grau de internacionalização. Contrariando,no entanto,  o que seria de esperar a partir de teorias consagradas de internacionalização de negócios, encontram que a experiência internacional prévia não parece ser preditora do grau de internacionalização.  Os autores sugerem  que esse resultado pode estar relacionado com o fato do processo de internacionalização das multinacionais brasileiras ser um fenômenos ainda relativamente recente.

Paulo Kazuhiro Izumi, Cyro Augusto Pachicoski Couto e Mário Henrique Ogasavara, fazem tomando como ponto de partida bibliometria sobre o tema cidades globais,  análise da a evolução da produção acadêmica e do conceito em si.  Sustentam que o fenômeno é relevante para a compreensão das estratégias contemporâneas de internacionalização de empresas multinacionais, um tema com tendência de importância crescente em termos de pesquisa. Entre outras indicações para pesquisadores que trabalhem ou pensem em pesquisar o tema, sugerem que a geografia econômica como abordagem com potencial  para o entendimento  do impacto das cidades sobre a estratégia e o desempenho de multinacionais.

Roberto Flores Falcão, Gilmar Masiero, Marcos Campomar reveem  70 artigos publicados em periódicos de alto impacto sobre a transferência do conhecimento  em empresas multinacionais no desempenho mercadológico das subsidiárias. A partir desta análise , constroem  um modelo  que incorpora o contexto da operação e a dinâmica dos mercados na análise. Os autores identificam as escalas e as técnicas de análise que devem ser usadas para a validação do modelo. Além de oferecer ponto de partida avançado para uma pesquisa empírica, a consistência teórica do modelo representa rica  possibilidade de discussão e debate.

Last but no least, Eduardo Picanço Cruz, Roberto Pessoa de Queiroz Falcão, em  “Revisão bibliométrica no tema empreendedorismo imigrante e étnico” reveem a literatura acadêmica sobre outro fenômeno atual, a comunidade brasileira imigrante, e em particular seu empreendedorismo. Após revisarem  os artigos mais citados sobre o tema, demonstram que a literatura sobre empreendedorismo imigrante e étnico tem crescido exponencialmente, o que sugere ser esse outro tema promissor. Os autores ainda  sugerem que existem grandes oportunidades de pesquisa sobre o tema em várias macro áreas a Administração.

Em resumo, nesse numero o leitor vai encontrar análises aprofundadas de políticas governamentais,  propostas de modelos teóricos que expandem perspectivas em campos maduros,  resultados que contrariam teorias consagradas e vários sugestões de campos promissores para novas pesquisas.

 

Boa Leitura!

 

Ilan Avrichir.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.1131-3

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Internext - Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório: