Análise do processo de internacionalização dos países do Bric com o uso do índice de Grubel e Lloyd

Pedro Raffy Vartanian, Francisco Américo Cassano, Abrão Caro

Resumo


A presente pesquisa tem como objetivo demonstrar o processo de internacionalização do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) por meio da aplicação do índice de Grubel e Lloyd no período 1994-2009. A hipótese da pesquisa é que os países do BRIC vêm apresentando um crescimento no processo de internacionalização, refletido pelo aumento do nível de investimento produtivo em outros países. A pesquisa tem como método a aplicação do índice de Grubel e Lloyd nos fluxos de investimento estrangeiro direto e investimento estrangeiro de residentes no exterior, no período 1994-2009, dos países do BRIC. Os resultados encontrados demonstraram um aumento no índice de Grubel e Lloyd relacionado aos fluxos de investimento estrangeiro, o que sugere que as empresas dos países do BRIC vêm ampliando o investimento produtivo em outros países da mesma forma que o setor empresarial das economias avançadas atuou com o objetivo de maximizar os ganhos por meio da internacionalização.

Palavras-chave


Internacionalização; IED; Índice de Grubel e Lloyd

Texto completo:

PDF

Referências


BALANCE OF PAYMENT MANUAL. Washington: International Monetary Found. Disponível em: http://www.imf.org/external/np/sta/bop/bopman.pdf, acesso em 02/04/2011. 1993

BALASSA, B. Comércio Internacional. Rio de Janeiro: Victor Publicações, 1970.

BUCKLEY, P.; CASSON, M. The future of the multinational enterprise. London: Macmillan, 1976.

CAMPANARIO, M.; CRUZ, H. N. da; SILVA, M. M. da. Investimento estrangeiro direto brasileiro: proposta de políticas públicas. In: FLEURY, A. (2010). Gestão Empresarial para a Internacionalização das Empresas Brasileiras. São Paulo: Atlas, 2010.

CARBAUGH, R. J. Economia Internacional. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

CAVUSGIL, S. T. On the Internationalisation Process of Firms, European Research, Brentford, vol. 8, n. 6, p. 273-281, 1980.

COASE, R. The nature of the firm. New Series, n. 4, p. 386-405, 1937.

CURZEL, R., MONTORO, F.; VARTANIAN, P. Una investigación de la evolución del comercio intra-industria en la relacion Brasil-Mercosur en el periodo 1996-2005: ¿qué dicen los datos? Revista de Economía Mundial, Huelva, n. 24, p. 49-66, 2010.

DUNNING, J. H. Towards an eclectic theory of international production: Some empirical tests. Journal of International Business Studies, Washington, vol. 11, n. 1, p. 9-31, 1980. doi: 10.1057/palgrave.jibs.8490593

FMI. Base de dados IMF Data Mapper. Disponível em: Acesso em: 15 ago. 2010.

GRUBEL, H. Intra-Industry Trade in Assets. In H. O. Lee e P. J. Lloyd (Eds.) Frontiers of Research in Intra-Industry Trade. New York: Palgrave Macmillan, 2002. p. 273-290.

GRUBEL, H.; LLOYD, P. Intra-Industry Trade: the Theory and Measurement of International Trade in Differentiated Products. Grã-Bretanha: Halsted Press, 1975.

HIDALGO, A. B. Intercâmbio Comercial Brasileiro Intra-indústria: Uma Análise Entre Indústrias e entre países. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, vol. 47, n. 2, p. 243-264, 1993.

JOHANSON, J.; VAHLNE, J. The internalization process of the firm: A model of knowledge development and increased market commitments. Journal of International Business Studies, v. 8, n. 1, p. 305-322, 1977. doi:10.1057/palgrave.jibs.8490676

JOHANSON, J.; WIEDERSHEIM-PAUL, F. The Internationalization of the Firm: Four Swedish Cases. The Journal of Management Studies, Oxford, vol. 12, n. 3, p. 305-322, 1975. doi:10.1111/j.1467-6486.1975.tb00514.x

KEEGAN, W. J. Marketing Global. São Paulo: Prentice Hall, 2005.

KRUGMAN, P. Scale Economies, Product Differentiation and the Pattern of Trade. American Economic Review, Pittsburgh, vol. 70, n. 5, p. 950-959, 1980.

KRUGMAN, P.; OBSTFELD, M. Economia internacional: Teoria e Política. São Paulo: Pearson, 2010.

LOHBAUER, C. O Brasil e os BRIC: uma aliança viável? Revista Brasil

Alemanha online, Opinião Política, p. 12, 2008 Disponível em http://www.christianlohbauer.com/artigos/2008/com_politico_junho_port_2008.pdf, acesso em 02/04/11.

MACHADO, J. Integração produtiva: referencial analítico, experiência europeia e lições para o Mercosul. Revista Brasileira de Comércio Exterior, Rio de Janeiro, n. 101, p. 56-75, 2009.

MANUAL DE ESTATÍSTICA DA UNCTAD (2003). Disponível em http://www.unctad.org/pt/docs/td396_pt.pdf, acesso em 12/03/2011.

OCDE. Intraindustry and Intrafirm Trade and the Internationalisation of Production. Economic Outlook, n. 71, chap. 6, p.159-170, 2002.

O´NEILL, J. Building Better Global Economic BRICs. New York: Global Economics Paper No: 66, 2001. Disponível em http://www2.goldmansachs.com/our-thinking/brics/brics-reports-pdfs/build-better-brics.pdf. Acesso em: 15 ago. 2010.

RUFFIN, R. J. The Nature and Significance of Intra-industry Trade. Economic and Financial Review, Dallas, 4º trim, p. 2-9, 1999.

SALVATORE, D. International economics. 7th ed. New York: John Wiley, 2001.

SILVA, M.; ILHA, A. S. Avaliação do Padrão de Comércio Brasil-Argentina no período 1989-2001: Uma Ênfase no Comércio Intra-indústria. Revista de Integração latino-americana, Santa Maria, vol. 1, n. 1, p. 99-122, 2004.

UNCTAD. Base de dados WITS. Disponível em: Acesso em: 15 ago. 2010.

VERNON, R. International investment and international trade in the product cycle. The Quarterly Journal of Economics, Cambridge, vol. 80, n. 2, p. 190-207, 1966. doi: 10.2307/1880689

WELCH, L.S.; LUOSTARINEN, R. K. Internationalization: Evolution of a Concept. Journal of General Management, Oxforshire, vol. 14, n. 2, p. 36-64, 1988.

WILLIAMSON, O. Markets and hierarchies. New York: Free Press, 1975.

WILSON, D.; PURUSHOTHAMAN, R. Dreaming With BRICs: The Path to 2050. New York: Global Economics Paper n. 99, 2003. Disponível em http://www2.goldmansachs.com/ideas/brics/book/99-dreaming.pdf .Acesso em: 15 ago. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.8283-98

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Internext



INTERNEXT (e-ISSN: 1980-4865)

ESPM | Escola Superior de Propaganda e Marketing 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.


Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP - Cep: 04018-010 - e-mail: internext@espm.br

Indexadores e Diretório:


Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia